Dicas de alimentação e hidratação em festas

Não é raro ouvir histórias de quem foi a alguma festa se divertir, mas acabou pagando caro por isso no dia seguinte, por conta do exagero com bebidas alcóolicas ou por ter comido algo sem conhecer a procedência, sem a devida higiene. Comer e beber em festas pode ser mais prejudicial do que se imagina e o corpo cobra um preço por isso, com ressaca, infecções alimentares, entre outras patologias.

A publicitária Virna Limongi, de 29 anos, não nega que adora uma balada. E, passando horas fora de casa, não é recomendável (e nem fácil) ficar sem comer. Mesmo assim, ela criou uma regra: não come em locais desconhecidos. “Eu evito comer nas barraquinhas que ficam do lado de fora das festas. Infelizmente, não tem como saber como os alimentos foram preparados. Já passei bastante mal por causa de comida. Saindo de um show comi um cachorro quente. Matei a fome, mas por outro lado, fiquei de cama uns dias. Tive uma infecção intestinal grave”, conta.

Em relação à bebida alcoólica, a Virna não evita. Porém, o exagero e a mistura trazem medos. “Eu sempre como algo em casa antes de sair. Já aprendi que beber de estômago vazio não dá muito certo. E tento garantir a hidratação durante a festa, beber muita água. Eu também busco não misturar os tipos de bebidas”.

Como evitar prejuízos à saúde

Para evitar infecção intestinal, desidratação ou ressaca, a recomendação do nutricionista Guilherme Lima é adotar a mesma regra usada pela Virna: evitar lanches produzidos por locais de procedência duvidosa. “Além disso, deve-se tomar cuidado com alimentos que possam estragar por causa do calor, como a maionese, por exemplo. E não consumir alimentos desconhecidos ou que não se tenha o hábito de comer, para evitar uma possível indisposição gástrica ou intestinal”, reforça.

Outro alerta do nutricionista é sobre a hidratação. “É preciso se hidratar corretamente com água, sucos ou com água de coco. Caso consuma bebida alcoólica, tente beber água mineral entre uma bebida alcoólica e outra, visando manter o estado de hidratação adequado. Lembre-se também de não consumir bebida alcoólica em jejum”, completa. E, atenção! É preciso ter cuidado até com o gelo servido com as bebidas. É bom verificar as condições de higiene e armazenagem.

 

Cuidados pré-festa

Os cuidados podem começar antes mesmo de sair de casa para a festa. Segundo o nutricionista, antes da balada, o ideal é consumir alimentos que são fonte de carboidrato, porque eles possuem a glicose, uma das a principais fontes energéticas. “Prefira as frutas pois, fornecem energia e, se bem escolhidas, ainda auxiliam na hidratação do corpo. Açaí, por exemplo, é fonte de varias vitaminas essenciais para o nosso corpo e pode auxiliar o sistema imunológico visando combater possíveis vírus ou bactérias, que possam atrapalhar a festa”, explica Guilherme Lima.

Também é aconselhado comer cereais integrais como pães, massas, arroz, tubérculos, barrinhas de cereais, aveia, granola e cereais integrais de um modo geral. E por que não levar um lanchinho pra balada? “Leve um mix de oleaginosas como nozes, amendoim, castanhas e amêndoas, que são ricas em vitaminas do complexo B e minerais que estão envolvidos no processo de energia”.

Veja dicas práticas para o antes, o durante e o pós-festa:

  • Beba muito líquido como água e sucos durante a festa;
  • Evite alimentos de digestão prolongada, como carnes e lanches gordurosos;
  • Não fique sem comer para emagrecer antes da festa;
  • Durma bastante e evite emendar um dia no outro;

 Fonte 

Erika Braz, para o Blog da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *