SEVOR EM PERIGO

Segundo a Lei 22.839/2018, que prevê o atendimento com médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, além de utilização veículos sem a cor vermelha e de uniformes diferentes da Corporação dos Bombeiros  – algo que entidades como o SEVOR não podem arcar no momento pois contam com contribuições voluntárias para sobreviver – pode dar início a um aumento de fatalidades na BR-381 ( a Rodovia da Morte ). 

Às 00:00hs de 02/01/2019 o SEVOR deixou de prestar ajuda voluntária a acidentes na BR-381, o que dificultará a sobrevivências de vítimas de acidentes ocorridos na BR. 

Os cidadãos que trafegam na Rodovia da Morte é que irão sofrer com o descaso da política de gerenciamento de saúde pública do Estado e União.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *