Nulo, em branco e indecisos serão vitoriosos em 2018

Fazendo um análise de ponta à cabeça nós últimos 30 dias, considerando as reviravoltas (para não dizer manipulação internas dos partidos), em Minas Gerais o vencedor da eleição no Estado seriam os votos nulo/branco e indecisos pois, vendo as pesquisas feitas, por vários institutos, sua média oscila entre 40% a 48%  e poucos são os candidatos que dão importância a isso.

A verdade é que cidadão está acordando para a situação em que o país, estados e cidades estão passando: bilhões sendo jogados fora e a grande mídia manipulando uns e tentando manipular outros. Mas a partir das eleições de 2016 para prefeito e vereadores muitos cidadãos despertaram para as redes sociais, grupos de whatsapp, entre outros. As pessoas de modo geral estão atentando para a pesquisa de um ou outro político e assim começam a criar uma visão de modo clara a sua percepção.

Quando a pesquisa é estimulada os eleitores são conduzidos a escolherem o menos pior, o mais conhecido ou aquele que o eleitor já conhece mas não é totalmente lembrado pela atuação em seu governo. Ou estimulado, ainda, a rejeitar aquele candidato que está na mídia e que há muitos no  círculo de amizade e confiança do eleitor que dele falam mal. Assim, resta apenas uma aparência de voto consciente:

 

Quando a pesquisa não é estimulada, ou seja, nenhum nome de possíveis candidatos são divulgados, o eleitorado não tem um rumo consistente e chega a demonstrar uma completa alienação quanto à política, chegando mesmo a demonstrar intenções de voto sem qualquer base concreta, mostrando o quanto é suscetível a manipulação da grande mídia e pior, à compra de votos (o que se demonstra mais preocupante):

Fontes:
DataTempo/CP2 | metodologia: a pesquisa ouviu 1.823 pessoas entre os dias 15 e 18 de julho em todas as regiões do Estado. A margem de erro é de 2,3 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. O registro no TSE é MG-03454/2018.
Intenções de voto, pesquisa estimulada feita pela CNT/MDA
Intenções de voto, pesquisa espontânea feita pela CNT/MDA
Metodologia: Pesquisa realizada pelo MDA com 2.002 entrevistados em 69 municípios do estado de Minas Gerais entre 26 e 29 de julho de 2018. Encomenda: CNT (Confederação Nacional do Transporte). Margem de erro: 2,2 p.p. Confiança: 95%.
Pesquisa estimulada Datafolha
Pesquisa Datafolha com 1.214 eleitores feita em 56 municípios do estado de Minas Gerais nos dias 20 e 21 de agosto de 2018. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Levantamento registrado na Justiça Eleitoral sob os protocolos MG 09858/2018 e BR 04023/2018. Nível de confiança de 95%.

 

Em suma os números não mudam muito entre as datas de 15 e 18 Julho a 20 e 21 de Agosto para votos em candidatos e dos votos indecisos/brancos e nulos.
Com base nestas informações apura-se que esta pode ser uma das eleições com menos engajamento dos cidadãos, e deixa claro o distanciamento do povo, seja pela ignorância ou descrença política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *